quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Cavalaria da PMDF atua em Brasília


  Durante manifestações próximo ao Palácio do Governador do DF, Roberto Arruda, foi necessária a atuação da tropa montada, através do Esquadrão de Choque Montado do Regimento Coronel Rabelo da PMDF. Os manifestantes protestavam contra o escândalo do DEMSALÃO, esquema de propina que envolve o Governador e Vice-governador do DF, além do Presidente da Câmara Distrital e outros indivíduos.
O Blog Policiamento Montado passa a fazer uma análise técnica do emprego da tropa montada, apenas com o fito de obter benefícios pedagógicos e não o de criticar a atuação da tropa da PMDF:
1) A Carga, veiculada em todos os meios de comunicação foi de impressionar, demonstrando o preparo técnico e o treinamento da cavalaria da PMDF, traduzido no alinhamento e coesão do pelotão;
2) A atuação isolada de grupos de cavalarianos com o objetivo de dispersar pequenos grupos de manifestantes, também demonstra aplicação da doutrina e dos princípios de atuação da tropa de choque;
3) A utilização do bastão ou espada deve ser visto com ressalvas, principalmente em trajetórias descendentes contra pessoas que não oferecem risco à tropa. É preferível a aplicação de pontas ou estocadas, com o objetivo de resguardar o policial militar e de evitar lesões maiores nos manifestantes, uma vez que o principal objetivo de uma tropa de choque é dispersar a turba ou multidão;
4) Não consegui visualizar a atuação conjunta das tropas de choque (BOPE e RPMon) o que seria viável neste tipo de situação. O manifestante deitado no chão, por exemplo, deveria ser retirado por policiais militares da tropa de choque à pé, e não por outros manifestantes.
Gostaria de saber a opinião dos nossos amigos seguidores do nosso Blog. Deixe o seu comentário.


Vejam no link abaixo o vídeo da atuação da tropa montada:

7 comentários:

  1. Arlan Madson de Oliveira Lima11 de dezembro de 2009 09:26

    Bom dia!
    Entendo que,dentro da conhecida doutrina de emprego progressivo da força,a atuação da cavalaria é o último recurso.Bem sabemos que, quando as demais tropas não conseguem controlar uma situação de turba; logo se faz necessário o emprego da tropa especializada no processo montado e fica bem claro , ao final, que os danos são bem menores, visto que, o cavalo está sob o controle de um policial militar capacitado para esta ação.Infelismente questionamentos,sempre, são feitos por algumas pessoas que desconhecem tanto as causas, bem como a forma de tratar de situações de turba.Precisamos ter a oportunidade, tanto interna como externamente,de esclarecer a todos as caracteristicas do emprego da cavalaria dentro das mais diversas situações na área da segurânça púlblica.

    ResponderExcluir
  2. Nota-se, claramente, nas imagens veiculadas pela mídia a forma e a dinâmica utilizada no emprego da tropa montada. Especificamente, no que diz respeito a atuação em locais abertos e com grande número de participantes.
    A análise generalizada da atuação deixa evidente a importância do choque montado. Sobretudo, com o seu impacto e ostensividade.
    No entanto, fazendo o papel de advogado do diabo e cortando, portanto, da própria carne: observa-se a atuação, ISOLADA, de um PM, que desfere golpes contra um manifestante que está caído ao solo em posição de decúbito ventral, o que, indica, aparentemente um uso excessivo da força por parte de um cavalariano, que não deve ser generalizada para cavalaria.

    TEN PMBA PERAZZO

    ResponderExcluir
  3. Fabiano, agradeço as observações. Tudo será objeto de análise visando melhorarmos nossa atuação.

    CAP BENEVIDES - CMT ESQUADRÃO DE CHOQUE MONTADO/PMDF. benevides@pmdf.df.gov.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Capitão!
    A atuação da cavalaria no episodio envolvendo a manifestão em Brasília foi importante para devolver o controle da situação as autoridades policiais que estavam no comando da operação. Depois da intervenção da Policia Montada, os manifestantes foram embora e os que ficaram, sentiram-se inibidos a praticar qualquer ato de de hostilidade. Particulamente achei a operação da cavalaria rápida e fulminante contra os baderneiros. Vi muitos manifestantes com várias marcas de cacettes no lombo. Foi o preço que pagaram por enfretarem a cavalaria.

    ResponderExcluir
  5. Cap Fabiano Viana
    sou cadete de cavalaria do 4º ano da Academia Militar das Agulhas Negras. Estou fazendo um trabalho de conclusão d curso sobre o emprego da tropa montada em operaçoes de controle de disturbios assim como o adestramento do conjunto para as operaçoes desse tipo, gostaria q o senhor pudesse me orientar ou indicar literaturas sobre o assunto.
    desde ja mto obrigado
    Cad Bernardes (rapha.ber@hotmail.com)

    ResponderExcluir
  6. gostaria de salientar tanto o treinamento dos homems, controle sobre os animais quanto o adestramento dos semoventes que não demonstraram medo.

    ResponderExcluir
  7. Venho em busca de um tio que pelo nome De Guto ele serviu por muitos anos a cavalaria montada de Brasilia
    O ultimo contato que tive dele foi em 1989 depois que vim morrar em nATAL RN Por vez ele tinha 2 filhos cREIO QUE ELE JÁ DEVE ESTA AFASTADO POR TEMPO DE SERVIÇO AGUARDO RESPOSTA VIA IMAIL aspesanto@ig.com.br

    ResponderExcluir